>>> Em Pinda, prefeito seguirá ganhando R$ 23 mil/mês, vice R$ 11 mil, secretários R$ 15 mil/mês e vereadores R$ 9,6 mil/mês

Em meio ao cenário de combate ao novo coronavírus, onde se busca recursos tanto para ações na área da saúde quanto econômicas, a Câmara de Pinda aprovou (sem nenhuma voz contrária e nenhum debate), na tarde desta sexta (17), a manutenção dos altos salários dos cargos políticos na cidade, como prefeito, vice, secretários e vereadores.

Basta uma conta rápida para ver que seria possível um “alívio” de caixa na casa dos R$ 200 mil reais se esses salários fossem reduzidos por um período emergencial de 3 meses. Esse valor, somado à realocação de outros recursos, poderia ser aplicado em iniciativas tanto na saúde como na complementação de renda de cidadãs e cidadãos.

Nos microfones, fortes discursos sobre o “aperto” que parte da população vem sofrendo com cortes de salários ou mesmo sem renda. Mas não pensam, e nem discutem, aliviar dos próprios bolsos.

Sendo assim, em meio ao cenário atual, a classe política em Pinda segue assim:

Prefeito – R$ 23 mil reais/ mês
Vice – R$ 11 mil/ mês
14 secretários – R$ 15 mil/mês cada
11 Vereadores – R$ 9,6 mil/mês cada