Papo, Pauta e Café_26 de fevereiro

>>> Por Giovanni Romão

Depois de três semanas de férias, o blog Papo Sem Censura retoma as atividades e, devido ao compilado de assuntos, optamos por entrar definitivamente em 2018 com a quinta edição da coluna “Papo, pauta e café”, uma vez que seu formato é característico por notinhas curtas e por abordar diversos assuntos. Então, vamos lá, bem-vindos ao ano 10 do Blog Papo Sem Censura!

Novidade 1

No embalo do ano 10 do blog, a grande novidade de 2018 é a reativação da conta do blog no twitter, agora repaginada. Nela serão compartilhadas as notas publicadas no próprio blog, além de conteúdo que será originado de lá, com a coluna “Curtinhas Sem Censura”. Lances do dia a dia da política ganharão os espaços limitados de caracteres para informar de forma rápida e objetiva. Os conteúdos, posteriormente, irão formar a coluna “Papo, pauta e café”, aqui no blog. Siga a página clicando aqui.

Novidade 2

A programação do blog neste ano continuará apostando na diversificação de plataformas. Nas terças-feiras, o podcast como resultado da participação semanal do blog no Jornal da Ótima FM. Quinta-feira é dia do programa em vídeo “Papo de Quinta”, que aborda o desenrolar dos temas da política nos âmbitos regional, estadual, nacional e internacional. Tem ainda a coluna “Papo, pauta e café”, que traz um compilado de assuntos, além dos editoriais e artigos de opinião. Temos também os nossos colunistas parceiros. Aguarde que ao longo do ano teremos mais novidades.

Novidade 3

O editor do blog, que vos escreve, está concluindo a editoração do livro “De Dilma ao pós-Dilma – Artigos e pensamentos (2012-2018): o contexto político de um ‘golpe’”. Trata-se da reunião de artigos e pensamentos construídos ao longo de sete anos e que, de forma despretensiosa, abordam o contexto que levou à queda da primeira presidenta mulher eleita na história do Brasil. Faz ainda uma reflexão após sua queda e as perspectivas para os campos progressistas.

Legislativo no centro das atenções

Nas três semanas de pausa do blog ocorreram três sessões legislativas. Nas pautas da Ordem do Dia, uma enxurrada de vetos do poder executivo a projetos criados pelo Legislativo. Os vereadores acataram alguns vetos, como o que alterava o Programa de Parceria Público-Privada e o que obrigava a realização de exame oftalmológico para os alunos da Rede Municipal de Ensino do Município. Outros quatro vetos foram derrubados: obrigatoriedade à rede pública e à privada de saúde de oferta de leito separado para mães de natimorto e mães com óbito fetal (placar: 7 a 3); obrigatoriedade de empresas contratadas pelo Poder Público comprovarem os serviços de obras públicas prestados, através da inserção de fotos nas planilhas de execução (placar: 8 a 2); obrigatoriedade do Poder Executivo informar previamente ao Legislativo as alterações nas tarifas de serviços de transporte público coletivo de passageiros (placar: 10 a 0); e que autoriza a Prefeitura Municipal a instituir nas vias e logradouros públicos, áreas especiais para estacionamento por tempo limitado (placar: 10 a 0).

Legislativo no centro das atenções 2

Dos seis vetos apreciados, apenas dois foram assinados pelo prefeito Isael Domingues. Os demais trazem a assinatura do vice-prefeito, Ricardo Piorino, que por uma semana assumiu o comando do poder executivo nas férias de Isael.

Legislativo no centro das atenções 3

Houve também um protesto na sessão de 15 de fevereiro, pós-carnaval, no qual o munícipe Dito Bala levou ao plenário um bolo, em alusão as enroladas CEIs do Laboratório, do IPTU e do áudio atribuído ao secretário de Gabinete Fabiano Vanone. A sessão chegou a ser suspensa pelo presidente do Legislativo, Carlos de Moura Magrão, que nas redes sociais comentou em uma publicação do advogado Julielton Modesto Bottaro, candidato a vice na última eleição municipal de 2016, alegando inclusive que os munícipes têm como forma de protesto a tribuna livre. Tribuna Livre? Qual? Falo sobre o absurdo burocrático da tribuna livre da Câmara de Pinda aqui.

Conselho Municipal de Saúde

O COMUS de Pindamonhangaba passou por uma eleição de renovação do quadro. A princípio, a gestão municipal conseguiu articular maioria numérica, mas alguns nomes que têm se postado à oposição devem manter forte a narrativa contrária as medidas adotadas pela secretária de Saúde, Valéria dos Santos. Entre os nomes está Cinthia Muniz, eleita como trabalhadora do setor, e Luís Rosas (ex-candidato a prefeito) e Marcelo Demorô – ambos na categoria de usuários do SUS.

Conselho Municipal de Saúde 2

As pautas frequentes de 2017 prometem seguir no campo de jogo, como a questão envolvendo o Laboratório de Exames Clínicos, o SAMU, a gestão da ABBC frente ao pronto-socorro e a Farmácia Municipal.

SAMU

Falando neste tema, a secretária de Saúde, Valéria dos Santos, foi convocada para comparecer à sessão de câmara na última segunda (19) – não apareceu por lá, alegando imprevistos. Ela está novamente convocada para estar no plenário nesta segunda (26). O SAMU deve ser tema central.

SAMU 2

Como confirmado pela própria secretária de Saúde em audiência no fim de 2017, o SAMU de Pinda ainda não está regularizado, inclusive sem médico regulador no atendimento de 192. Na última sessão de Câmara do dia 19 de fevereiro, o vereador Osvaldo voltou a falar do assunto e das dificuldades que a cidade está encontrando para avançar com o projeto via regulação em Guaratinguetá. Em sua fala, o parlamentar chegou a dizer: “nós estamos falando sobre o SAMU constantemente”. Esse é o problema, o Legislativo só tem falado e falado muito sobre o assunto e, o pior, sempre dependendo de informações de terceiros, mas sem demonstrar confiança no que ouvem e recebem de documentos. Não é possível, um ano depois, que a Casa ainda não tenha buscado informações junto a técnicos do Ministério da Saúde ou mesmo algum órgão de consultoria especializada em saúde pública.

Residencial no Araretama

Na manhã do último dia 22 de fevereiro, a prefeitura, o governo do Estado de SP e o governo Federal realizaram uma cerimônia de entrega do residencial Bem Viver, no Araretama, que contempla cerca de 1.500 famílias. No anúncio prévio, o poder executivo da cidade comunicou que o dia marcaria apenas o início das assinaturas do contrato – ou seja, não haveria entrega de chaves. Porém, num clássico de eventos políticos, ainda mais em ano eleitoral, quatro famílias subiram ao palco para receber as chaves das mãos das autoridades. No mais, de fato, as chaves só serão entregues a partir do dia 5 de março…

Residencial no Araretama 2

Na entrega política das quatro chaves, o governador Geraldo Alckmin foi o primeiro a sair na foto e, no momento de descerrar a faixa, o locutor convocou todo mundo para levantar as mãos junto com o governador. Um ato político corroborado pelo poder público local, com a presença do prefeito Isael, do vice Ricardo Piorino e de alguns vereadores, como Carlos de Moura Magrão, Rafael Goffi e Roderley Miotto.

Residencial no Araretama 3

“Padre Afonso já foi ali rezar uma missa e o André do Prado foi ganhar uns votinhos na próxima cidade”, fala oficial do governador Alckmin durante evento no residencial no Araretama. A presença de deputados também marcou a entrega.

Residencial no Araretama 4

Num ato falho, político ou de desconhecimento do ambiente interno de seu próprio partido, o PSDB, Alckmin classificou Rafael Goffi como Deputado Federal.

Vito e o PT

Duas semanas atrás, o ex-prefeito Vito Ardito Lerário participou do programa do presidente do PT, Herivelto Vela, na Rádio Princesa (do próprio Vito). A troca de afagos entre entrevistador e entrevistado chamou a atenção para uma possível parceria com foco nas próximas eleições de 2018 e 2020. Os dois são pré-candidatos a deputado. O ex-prefeito, inclusive, esteve no evento do residencial Bem Viver e subiu no palco.

PDV em pauta

O projeto que prevê a implantação do PDV (Programa de Demissão Voluntária) na prefeitura de Pinda já está tramitando na Câmara. Em regime de urgência, o projeto tem até 45 dias para ser apreciado no plenário da Casa. Resta saber como os parlamentares irão utilizar esse tempo para se aprofundar no tema; ou se irão votar a toque de caixa como costumeiramente tem ocorrido. Falei sobre o PDV na edição #2 do Papo de Quinta: veja aqui.

Em alta

Em janeiro foi reiniciado em Pinda o projeto “Escola de Excelência Esportiva”, interrompido durante a gestão do ex-prefeito Vito. De acordo com o poder executivo, o projeto retoma com 70 alunos do 6° ano do Ensino Fundamental na instituição de ensino localizada no bairro Parque São Domingos com atividades no contraturno escolar. O retorno do projeto foi muito cobrado nos últimos anos, sendo uma das vozes mais constantes de cobrança a do vereador Professor Osvaldo.

Em baixa

Depois de três audiências públicas no ano passado e a promessa do início da licitação para o transporte público até o meio do ano, o assunto virou pó. As últimas informações são de que a prefeitura estaria contratando uma empresa especializada para cuidar da formação do termo de referência que será a base da licitação. Certamente, a licitação não acontecerá do dia a para a noite. Resta saber: teremos novo aumento de passagem em 2018 depois do abusivo aumento de 11% (R$ 0,40) do último ano? Enquanto isso, o contrato, já vencido desde 2014 e prorrogado por meio de aditivo, é o mesmo desde 2004, quando a Pássaro Marron venceu a licitação, passando posteriormente a administração para a atual empresa. A licitação daquele ano foi apontada como irregular pelo Tribunal de Contas.

Anúncios