imageA Comissão Especial de Inquérito que apura o áudio atribuído ao secretário de Gabinete, Fabiano Vanone, segue nesta quinta (6), em Pindamonhangaba, com mais uma oitiva na Câmara de Vereadores. O próprio secretário será ouvido desta vez, em sessão marcada para às 9h, aberta e com transmissão ao vivo pelo site da Câmara. Em vídeo e em nota oficial da prefeitura, Vanone nega a autenticidade do áudio. O prefeito Isael Domingues e o vice Ricardo Piorino, em entrevistas, também já saíram em defesa do secretário.

Autor da matéria que deu origem à CEI, o jornalista Irani Lima foi o primeiro ouvido na Comissão no dia 21 de março. Na oportunidade, Irani confirmou ter recebido o áudio, que teria sido gravado via whatsapp, diretamente da fonte a quem o áudio teria sido originalmente enviado.

Questionado pelo vereador Roderley Miotto (PSDB), presidente da CEI, se poderia revelar quem entregou o áudio, o jornalista disse que iria fazer valer a prerrogativa constitucional de preservar sua fonte, mas completou: “Alguns vereadores sabem que é, pois também receberam o mesmo áudio.”

Ainda em seu depoimento, Irani disse que a pessoa que recebeu o áudio teria ouvido de Vanone o compromisso em trabalhar na equipe de Isael, o que acabou não sendo cumprido.  “Agora, se o prefeito aceita que o seu subalterno fale o que falou de Pinda é por que ele acha o mesmo”, disse Irani na CEI.

O blog apurou que o jornalista também já entregou à Comissão o áudio completo no qual há o trecho citado em sua reportagem. Também integram os trabalhos da CEI, a vereadora Gislene Cardoso e o vereador Ronaldo Pipas.

Foto: Site oficial da Câmara de Pinda

Anúncios