Conforme noticiado pelo blog Papo Sem Censura, na última segunda-feira (28 de novembro) os vereadores de Pinda haviam aprovado dois projetos: um criando o limite mínimo de cargos de comissão ocupados por efetivos (em números, a obrigatoriedade de 23% de cargos de comissão ocupados por efetivos/concursados – particularmente acho pouco) e um segundo projeto criando mais dois cargos de diretoria (passando a somar 4 na Câmara), o que abriu margem para a criação de um segundo cargo de assessor por vereador – entenda lendo aqui.

Uma semana depois, tão rápido e surpreendente como foi a inclusão e aprovação dos projetos, os parlamentares votaram nesta segunda (5) revogando os dois projetos. Sem grandes explicações, as anulações dos projetos foram aprovadas na Ordem do Dia.

Grupo de esquerda presente

Além de uma convocação feita pela internet, incluindo solicitação de uso da tribuna livre, um grupo de esquerda também marcou presença na sessão com uma faixa “A Esquerda está aqui – unidade e organizada”. A faixa traz as logos da CUT, do PSOL, do PT e do jornal “O Puri”. Representantes do PSOL de São Luis do Paraitinga também estiveram presentes.

15354071_936304499803828_350984309_o