Do legislativo de Pinda

Ainda faltam dois meses e meio para o fim da atual legislatura, mas já tem gente pensando no dia 1º de janeiro. Ainda de forma discreta e lenta, começam a acontecer as articulações para a escolha do presidente que conduzirá a mesa diretora no biênio 2017-2018. Lembrando que o grupo do prefeito Vito Ardito Lerário, derrotado no último dia 2 de outubro, terá 7 vereadores. Eleito prefeito, Isael Domingues começa a gestão com 4 parlamentares em sua base.

Com maioria, essa ainda teórica bancada de oposição começa os trabalhos de negociação. Atual presidente, Felipe César já levantou o braço que quer mais dois anos; Jânio Ardito Lerário vê o posto como uma forma de demarcar território – correndo por fora, Roderley Miotto também estaria de olho no cargo e, para chegar lá, deve tentar compor com os novos eleitos.
camara

Goffi: Câmara de Pinda ou dos Deputados 1

Detentor de 3.152 votos, Rafael Goffi garantiu bons argumentos para projetar seu nome em Pindamonhangaba. A votação não só é a maior desta eleição para vereador como é o recorde de votos na história da cidade. Tal resultado faz com que o tucano projete até seu nome como pré-candidato a prefeito para 2020 – as asas de fora de Goffi já causam desconfortos dentro e fora do PSDB.

Goffi: Câmara de Pinda ou dos Deputados 2

Porém, antes de 2020 vem 2018 – neste ano quem está de olho é outro tucano, Geraldo Alckmin. Internamente fortalecido dentro do tucanato, Alckmin deu forças para Goffi em Pinda. Findado os resultados da urna, um novo campo estratégico recai sobre a mesa do governador e, claro, de Goffi.

Goffi: Câmara de Pinda ou dos Deputados 3

Depois das danças das cadeiras, Goffi é agora 2º suplente ao posto de Silvio Torres como deputado Federal. Na fila da suplência, ele está atrás apenas de Adermis Marini, eleito vereador em Franca por 5.823. Torres deve ser anunciado em breve por Geraldo para o Tribunal de Contas do Estado… E tem mais!

Goffi: Câmara de Pinda ou dos Deputados 4

Segundo o blog apurou, uma reunião no início de dezembro definirá o destino de Goffi. Destino esse que está nas mãos de Alckmin. Toda estratégia, claro, tem como foco a campanha presidencial de 2018. Se o destino de Goffi for Brasília, ele preside a sessão de posse em Pinda no dia 1º de janeiro de 2017 e depois se licencia. E Adermis? Alckmin também daria seu jeito.

Goffi: Câmara de Pinda ou dos Deputados 5

Perguntaram, então, para este blogueiro se para Goffi não seria mais interessante seguir em Pinda como vereador. É simples, como vereador ele precisar disputar emenda em Brasília; como Deputado, ele envia emenda para Pinda. Depois de dois anos quando acabar o mandato de Deputado, se for o caso, reassume como vereador.

A volta dos que não foram

Caso a dança das cadeiras leve Goffi para Deputado, quem volta ao Legislativo é Cal. Quinto colocado da coligação, ele ficou fora por 30 votos. Ele mesmo não parece tão atento ao tema, mas garantir mais quatro anos de Câmara não seria nada mal para o parlamentar.

Quem mais, Isael?

Depois de anunciar os seis primeiros nomes de sua equipe para 2017, o prefeito eleito Isael Domingues se recolheu. Ao menos do público. Em entrevista à Ótima FM e ao Portal Agora Vale ele indicou anunciar Educação na semana seguinte (que seria a passada), o que não aconteceu. Ir com calma nas nomeações pode até ser um bom caminho. Agora, apenas criar expectativa, ainda mais em áreas relevantes como Saúde e Educação, é um equívoco desnecessário.

Relembrando os seis

Os nomes anunciados por Isael em 24 de outubro são os seguintes: professor Everton Chinaqui de Souza Lima (Esportes), Dr. Marcos Vinicius Faria, o “Nico” (Habitação), Ricardo Piorino (Secretaria de Governo), Nilson Luiz de Paula Santos (Sub- Prefeitura de Moreira César), Jucélia Batista Ferreira (Presidência da Fundação Dr. João Romeiro) e Fabiano Vanone (Chefia de Gabinete).

Qual a força do Padre Afonso?

Articulador político, Padre Afonso foi, de todos, o mais garantido no pleito de Pinda: deixou o PV nos braços do Vito e colou sua imagem em Isael. Encerrada a eleição, agora é hora de cobrar a conta. O blog levantou que ele teria 12 cargos para indicar na gestão Isael; os mais conservadores falam em 3.

Saúde deve ser indicação

A área da Saúde deve ser uma que contará com indicação de Lobato, assim como aconteceu em Taubaté após a vitória de Ortiz Jr. em 2012. Inclusive um dos nomes cotados é justamente do atual secretário da pasta por lá, João Ebram Neto.

E Educação?

Outra área importante, a Educação segue como ansiedade. Alguns nomes estão na lista, como o de Sávio Neto (gestão João Ribeiro) ou Beth Cursino (gestão Vito). Um terceiro nome estaria em análise também – o blog está apurando. A possibilidade do vereador Osvaldo assumir a pasta teria barrado em duas questões fundamentais: o foco do próprio em seguir na Câmara e a importância dele no grupo minoritário de Isael no Legislativo.

Pra fechar: “Povo sem voz”

No final da sessão de Câmara desta segunda (7), o presidente Felipe César convocou a próxima sessão para a sexta-feira do dia 18, já que dia 14, segunda, será emenda de feriado. De um lado vereadores pediam a sessão de manhã; do outro, parlamentares pediam no período da tarde, já que alguns exercem cargos públicos. A população na plateia pedia à noite, pois assim o público poderia estar presente. É fácil adivinhar o único período não cogitado para ser a sessão… E segue a marcha.

Foto: Assessoria da Câmara