>>> Quatro nomes pediram registro de candidatura para Deputado Estadual e três para Deputado Federal

be49cc7e-06ca-465c-83b9-f480ee664bf3

Um dos sonhos de um município é ter na Assembleia Estadual ou no Congresso Nacional um representante local. Entende-se, assim, que poderá ser mais fácil a cidade ter acesso a emendas parlamentares para desenvolvimento de projetos e investimentos em infraestrutura.

Com pouco mais de 100 mil eleitores, Pindamonhangaba é um dos municípios que pouco parece se importar com essa “matemática”, uma vez que as disputas políticas internas sempre trazem uma onda de candidatos a deputado pela cidade. Para este ano não temos uma “marolinha”, mas sim o tsunami de registros no Tribunal Superior Eleitoral.

Apenas para deputado estadual são quatro nomes: Carlinhos Casé, do PT, Daniel Ferreira, do PSC, Edison Flores, do PCdoB, e professor Eric, do PR. Para deputado federal são outros três nomes: Gugu Mello, do PSDC, Isael Domingues, do PV, e Rafael Goffi, do PSDB.

Dos sete inscritos no TSE, seis foram candidatos a cargos eletivos em 2012, com exceção de Edison Flores. Lançado de última hora ao posto de prefeito, Carlinhos Casé ficou em terceiro com 7.413 votos; Gugu Mello também foi candidato a prefeito e uma das sensações nos debates, registrando 1.793 votos. Daniel Ferreira, então no PR, saiu a vereador  e obteve 356 votos, enquanto professor Eric, do mesmo partido, foi eleito com 2.080 votos. Vice de Vito Ardito Lerário, Isael Domingues participou da chapa que venceu a eleição, enquanto Rafael Goffi somou 1.466 votos e ficou na condição de suplente na Câmara.

Em tempo: Michele Camargo, do PSC, também será candidata a deputada federal, conforme publicado no blog Walter Magui em Foco.

Anúncios