>>> Hoje secretária de Desenvolvimento Social de São Bento do Sapucaí, ex-vice-prefeita de Pinda articula retorno ao tucanato e candidatura à prefeitura de seu novo reduto eleitoral em 2016

120
Da esq. para dir.: prefeito Ildefonso, Geraldo Alckmin e Myriam

Vereadora eleita em 2004 pelo PSDB, Myriam Alckmin desembarcou do partido no meio de seu mandato no Legislativo, quando ingressou no PPS e fortaleceu seu nome para ser candidata a vice de João Ribeiro na chapa “puro-sangue” que o PPS formou para a disputa das eleições de 2008. Na oportunidade, Myriam foi nome importante nos trabalhos de rua e colaborou na reeleição de João, que derrotou Vito Ardito Lerário nas urnas.

Quatro anos depois de um mandato marcado por denúncias no Esporte e pelo caso Verdurama, Myriam arriscou nova campanha como vice – agora na chapa de Paulo Sérgio Torino, do PMDB. Diferentemente de 2008, seu nome pesou negativamente nos projetos de vitória do adversário direto de Vito, que voltou ao poder em Pindamonhangaba.

Passado a ressaca eleitoral, Myriam foi buscar novos ares e atualmente atua como secretária de Desenvolvimento Social na prefeitura de São Bento do Sapucaí – cidade para qual já transferiu seu título.

O blog ouviu uma fonte próxima ao PSDB de Pinda que garante: Myriam vai voltar a integrar o quadro do tucanato. Motivo: hoje está na cidade de um prefeito tucano próximo a Geraldo Alckmin, Ildefonso Mendes Neto. Objetivo: Myriam pretender ser o nome do PSDB nas eleições municipais de 2016. “E, olha, ela tem feito um  trabalho forte para fortalecer o nome dela na cidade pelo que ouço falar”, afirma a fonte.

Anúncios