cam

Havia uma grande expectativa em torno do que aconteceria na primeira sessão após o engavetamento da CEI dos Carros. Expectativa inclusive por parte do Legislativo, que logo tratou de providenciar escolta policial na frente do prédio de Leis. O que se viu no último dia 17, no entanto, foi um plenário com poucos manifestantes e parlamentares serenos.

O assunto da CEI nem entrou em pauta de discussão. Alvo de críticas pela ausência na sessão que levou a CEI à gaveta, o vereador professor Eric usou a tribuna em uma oportunidade, mas falou apenas sobre seus requerimentos. Favorável à pizza, Toninho da Farmácia também usou a tribuna em uma oportunidade. Cal e Jânio Lerário, também contrário a CEI, optaram pelo silêncio.