Por Giovanni Romão

>>> Na terceira sessão do ano, recurso do parlamentar do DEM que alega falhas na CEI dos Carros deve ser analisado pelo plenário

martim2
Munícipe tenta entregar pizza para Martim César, que recusa

O presidente da Câmara, Ricardo Piorino, depôs na CEI dos Carros; Martim César, que também compõe a Mesa Diretora, é o alvo das investigações. Sendo assim, recai nas mãos do 1° Secretário, o tucano Jânio Ardito Lerário, a condução do processo de votação para a abertura de uma Comissão Processante que pode resultar na cassação do mandato do vereador Martim. A Comissão será votada com base no relatório final da CEI dos Carros, de autoria do vereador Osvaldo Negrão, que aponta irregularidades administrativas do parlamentar no uso dos carros oficiais.

Na noite desta segunda-feira, dia 3, em rápida conversa com o blog “Papo Sem Censura”, Jânio explicou que aguarda uma resolução do recurso impetrado por Martim César. O democrata, entre outros pontos, alega que a CEI extrapolou os fatos que seriam originalmente investigados, com base em reportagem exibida no Fantástico, e não teria dado direito à ampla defesa. Para que o plenário vote a abertura ou não da Comissão Processante, precisará votar primeiro o recurso de Martim, o que deve acontecer na próxima segunda-feira, dia 10.

A votação seria em maioria simples. Se dos 11 vereadores 6 acatarem o recurso de Martim a CEI vai para a gaveta. Caso Martim tenha seu recurso rejeitado pela maioria, a CEI segue para o processo de votação de criação da Processante, o que poderia acontecer no dia 17 de fevereiro. “O processo de votação para a abertura de uma CP é mais complexo, pois exige a convocação dos suplentes, organização das documentações, entre outros pontos”, explicou Jânio.

Cheiro de pizza…

… tomou conta do plenário nesta segunda. O munícipe Flávio Hernandez, que acompanha as sessões, tentou entregar uma pizza de muzzarela a Martim, que recusou a oferta. O fato tirou boas risadas dos demais parlamentares. Se a CEI dos Carros terminará em pizza ou não, isso ainda não sabemos, mas que o aroma já ganhou os ares da Câmara; isso já!