por Giovanni Romão

>>> Prefeito governa por decreto e Câmara acompanha inerte a situação

Vito
(clique para ampliar)

Depois de transferir o setor de Agricultura para baixo da Secretaria de Governo e Integração, sem passar pela Câmara de Vereadores, o prefeito Vito Ardito Lerário (PSDB) tomou mais uma medida por decreto nesta sexta-feira, dia 25.

Publicado no jornal Tribuna do Norte, o decreto Nº 5002, “altera requisito para preenchimento de cargos de provimento em comissão da estrutura administrativa e das atribuições de cargos e empregos do quadro da prefeitura de Pindamonhangaba e dá outras providências”.

O ponto alterado está na queda da exigência de comprovação de experiência para ocupação de cargo de secretário no governo. Diz: “os empregos de provimento em comissão a seguir elencados passam a vigorar com a exclusão da experiência profissional.”

A mudança impacta diretamente no caso do atual secretário de Esportes, Clebber Bianchi, que não tem os cinco anos de experiência exigidos para o cargo. O presidente do Legislativo, Ricardo Piorino, já havia levado o caso ao Ministério Público, mas com a alteração da lei por meio de decreto o caso ganha, no mínimo, tempo extra para ser resolvido.

De decreto em decreto, Vito vai dando um baile na Câmara, que acompanha tudo inerte.

Tentativa via Câmara

Os dois projetos – mudanças do setor de Agricultura e fim da exigência de experiência – já haviam sido encaminhados à Câmara, mas não foram aprovados.