Por Giovanni Romão
>>> Parlamentares também criticaram a possibilidade da secretaria de Esportes de Pinda ser comandada pelo chefe de gabinete de Vito Ardito Lerário

ricardo

Um dos assuntos mais importantes da sessão de Câmara desta segunda-feira, dia 19, foi a assinatura de dez vereadores para que seja instaurada no Legislativo uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar as denúncias de horas extras indevidas praticadas no poder executivo. O caso ganhou repercussão após o blog de Walter Magui publicar documentos que revelam suspeitas de práticas do tipo na secretaria de Esportes – leia mais sobre o caso aqui.

A CEI foi anunciada pelo presidente da Câmara, Ricardo Piorino, que já solicitou à secretaria de Administração o envio de todos os registros de horas extras praticadas nos setores da prefeitura desde o início do mandato de Vito Ardito Lerário, em janeiro. “Estamos falando de dinheiro público”, disse Piorino. A abertura da CEI só não foi assinada por Jânio Ardito Lerário, que não esteve presente na sessão desta segunda.

Na próxima sessão, do dia 26 de agosto, será feita a formação da equipe que comandará a CEI. Na fase de investigações, um dos nomes que devem ser ouvidos é o do ex-secretário de Esportes, Leandro Galdino, exonerado em 5 de julho, que fez críticas à administração pública nas redes sociais nos últimos dias citando inclusive o fato de que haveriam situações que, nas palavras de Galdino, seriam para “caso de polícia”.

Novo secretário

Na mesma sessão, os parlamentares criticaram os rumores de que o chefe de gabinete de Vito Ardito Lerário, Clebber Bianchi, será o novo secretário de Esportes. Piorino levantou a questão de Clebber não ter formação na área de esporte e de que pouco poderá contribuir para a pasta. A possível escolha é criticada inclusive pelo líder do PSDB na Câmara, Roderley Miotto, que na sessão fez duras críticas ao executivo.

Em breve o blog publicará uma entrevista feita com Roderley na noite desta segunda em que o parlamentar demonstra sua insatisfação e irritação com a atual administração.