protesto

Em apoio ao “Movimento Passe Livre”, que está marcando as capitais do Brasil, como São Paulo e Rio de Janeiro, um protesto está marcado para acontecer na tarde desta segunda-feira, dia 17, na praça central de Pindamonhangaba. A mobilização, denominada “V de Vergonha – Geraldo Alckmin, Pinda tem vergonha de você”, está sendo difundida via redes sociais.

O blog entrou em contato com um dos 800 confirmados no evento, que afirmou que o grupo não tem um líder. “Tudo começou em uma conversa entre amigos. É um movimento apartidário e autogestionário, como o Occupy Wall Street e o Ocupa Sampa. O grande ‘líder’ e responsável por toda essa manifestação é o momento em que o país vive. Esse governo está sufocando seu próprio povo”, explica o interlocutor. “Se sair algumas pessoas, o movimento continua seguindo em frente. Não tem liderança decidindo por ele.”

Segundo a fonte, o movimento será um apoio ao MPL e um repúdio ao govenador do Estado, Geraldo Alckmin, que é nascido em Pindamonhangaba, onde foi vereador e prefeito. “Faremos um minuto de silêncio pela vergonha de Pinda (Alckmin) e a morte da Democracia em SP”, diz.

Alckmin voltará a ser foco

Está sendo organizada também uma manifestação na capital paulista, no dia 28 de junho, que gritará pelo impeachment do governador. Também difundido pelas redes sociais, o evento tem mais de 17 mil pessoas confirmadas. “O uso da força contra a população de forma sistemática pelo Governo do Estado de São Paulo é ilegal e está atingindo a população inocente”, diz trecho da página online. “Chamo a todos para manifestar contra a ação do Estado. Pelo impeachment de Geraldo Alckmin e por novas eleições em outubro!”