>>> Vereador Roderley Miotto, do PSDB, transforma o plenário em palanque de elogios a instituições particulares. Sessão também foi marcada por temas fundamentais, como educação e segurança pública

camara-pinda

Casa da mãe Joana?

Eleitos pelo povo, representando a coletividade, teriam os vereadores que colocar em pauta no dia a dia e em cada sessão de Câmara assuntos de interesse da cidade; ou de uma comunidade. Agora, levar ao palco uma maré de elogios a instituições privadas é, no mínimo, falta de bom senso político.  Foi o que fez o vereador Roderley Miotto, do PSDB, que na sessão desta segunda-feira, dia 20 de maio, não economizou nos elogios a duas instituições: Unimed e Dokar Veículos. Sobre a primeira, chegou a dizer que a inauguração do novo hospital da cooperativa será uma vantagem para a população. Hein? Quanto à Dokar, descarregou elogios aos prêmios conquistados pela concessionária – merecidos prêmios, diga-se de passagem. Agora, ler em plenário, em uma casa pública, uma carta dos representantes da empresa é brincar com o tempo legislativo. Definitivamente, Câmara é local público. Cabem homenagens. Cabem moções de aplausos. Mas nada justifica dez minutos de tempo dispensado à iniciativa privada.

Ops. Olha o deslize

E vereador tem mesmo que cuidar bem das palavras que coloca em plenário. Jovem ainda, novo na política, Carlos Magrão, do MD, falava sobre os atrasos na construção do pronto atendimento no Ipê. Dizia que ninguém mais suporta esperar e, na tentativa de exemplificar a impaciência da população, soltou: “Eu não aguento mais a população batendo em casa para reclamar”. De julho a outubro do ano passado o papo talvez fosse outro…

Enquanto isso!

No deslize de uns, outros acabam se destacando. E talvez nem precisassem dos erros alheios para isso. É o caso dos vereadores Osvaldo e Ricardo Piorino. O primeiro não escondeu sua indignação com a administração da Santa Casa e voltou a criticar o administrador da instituição, Camilo Afonso. No início deste ano, em passagem pelo Legislativo, Camilo afirmou que uma pesquisa de satisfação realizada no Pronto Socorro constatou que 80% dos usuários estão satisfeitos com os serviços prestados. Sobre a pesquisa, Osvaldo afirmou. “É para rir de uma pesquisa como essa. Estou rindo, na mesma medida que tem gente chorando”, destacou ao referir ao atendimento deficiente do PS. Piorino por sua vez criticou a falta de policiamento na cidade e o aumento dos casos de tráficos de drogas. “Estamos falando sobre isso desde a gestão passada e ninguém faz nada”, criticou.

Secretária de Educação

Quem abriu a sessão desta segunda foi a Secretária de Educação Beth Cursino. Exaltada por sua postura ética e moral, Beth falou sobre a construção de novas creches e, principalmente, sobre a entrega dos kits escolares, que está atrasada. Segundo a secretária, todos os kits serão entregues em 15 dias – no máximo. Quem saiu em sua defesa no atraso dos kits foi o vereador Osvaldo – apesar de não ser um parlamentar da base governista. “Esses kits tinham que ter sido comprados no ano passado, mas a antiga administração não o fez. O atraso aparece agora e sabemos que a secretária tem feito o possível”, afirmou. Beth confirmou que conta com apenas um caminhão para realizar a entrega em 60 instituições. “A secretaria tem dois caminhões, mas um está quebrado”, destacou.

 * Colaborou Natanael Guimarães