Na última quinta-feira, dia 3 de janeiro, o prefeito Vito Ardito Lerário anunciou sua equipe de secretários (leia aqui). Poderíamos crer que se trata do grupo que irá ajudá-lo nos próximos quatro anos de gestão.

Porém, informações que chegam ao blog “Papo Sem Censura” direcionam para uma realidade bem menos coerente. Talvez algo mais próximo do que se espera da política atual. O bailar conforme a música.

A equipe atual de secretários de Vito, não toda ela, claro, teria sido formada por pessoas que ajudaram no período de campanha. Digo nem toda ela, pois nomes como Rubens Fernandes, por exemplo, hoje Secretário de Desenvolvimento Econômico, estava envolvido na corrida eleitoral em Taubaté e não se envolveu diretamente na disputa em Pinda.

Em entrevista, Vito defende que seu secretariado foi formado por competências técnicas, mas a fonte ouvida pelo blog aponta que aos poucos o prefeito deverá reformular seu time.

O Secretário de Saúde, por exemplo, Edson Mergulhão, deverá ser substituído dentro de dois anos por quem lhe indicou: Sandra Tutihashi. Ela esteve próxima de compor o quadro da gestão Vito, mas optou por seguir com Geraldo Alckmin até o fim do seu primeiro ano de mandato como governador de SP, desde sua volta ao cargo em 2010. Em 2014, com o fim do ciclo, independentemente de uma possível reeleição do tucano, Sandra deve embarcar no governo de Vito, substituindo seu indicado.