Como publicado por este blog em 24 de janeiro, o diretório municipal do PT de Pindamonhangaba definiu apoiar o pré-candidato a prefeito Paulo Sérgio Torino, do PMDB. A decisão do partido teria ocorrido em reunião realizada em 21 de janeiro (um sábado), seguindo orientações federais.

Assim como fez João Ribeiro em 2008, Torino busca “arrebanhar” o maior número de partidos, formando uma verdadeira frente para o pleito de 2012. O objetivo é novamente polarizar a disputa entre apenas dois candidatos. No caso: Torino e Vito Ardito Lerário, pré-candidato pelo PSDB.

Outros dois nomes que ainda circulam no campo das pré-candidaturas são o do vereador Isael Domingo, do PV, e da vice-prefeita Miryam Alckmin, do PPS, que já tem uma pré-coligação que conta com partidoscomo DEM e PSB.

Torino tem “batido linha” constantemente com Isael, com o objetivo de atraí-lo para o seu projeto. Nos bastidores, Isael tem se mantido firme na ideia de ser candidato. Um interlocutor dos corredores da política relata: “Tem muita ‘raposa’ do meio político que garante ao Isael que ele tem chance de vencer.”

Como a fase é de negociar, tudo é possível até o início da campanha. E, como escrito por este colunista, o deputado estadual Padre Afonso Lobato (PV) esteve reunido com Vito Ardito em setembro. Por tanto, nada por ser descartado. Na atual etapa do jogo das coligações, o vice da chapa de Vitão deve sair do PDT.