Pré-candidato para a disputa prefeiturável de Pindamonhangaba em 2012, o vereador Isael Domingues, do PV, está sendo sondado pelos outros partidos com pré-candidatos na cidade, como é o caso do PSDB, PMDB e PPS.
Como relatado pelo repórter deste blog, o líder do PV na região, o deputado estadual Padre Afonso Lobato, esteve reunido com o ex-prefeito e pré-candiado pelo PSDB, Vito Artido Lerário, no início de setembro. Na mesa de discussão, um possível apoio do PV ao projeto tucano de 2012.
Posteriormente, os verdes fecharam com Isael e passaram a defender candidatura própria, mas ainda não se pode descartar uma possível coligação com os tucanos na corrida eleitoral do próximo ano, com Isael sendo encaixado na posição de vice de Vitão; ou mesmo tentando uma segunda legislatura.
O PDT também negocia com o PSDB a composição na chapa e a possibilidade de indicar o vice de Vito.
Segundo informações obtidas pelo repórter deste blog, Isael também recebe ligações e mensagens frequentes do pré-candidato Paulo Sérgio Torino, do PMDB. Apesar de haver uma pré-disposição para a composição PMDB-PT, seguindo a esfera federal, o neo-pemedebê sabe o bom posicionamento político de Isael, que foi o segundo vereador mais votado na eleição de 2008, mesmo sendo sua primeira candidatura.
Também como relatado por este blog meses atrás, o atual prefeito João Ribeiro simpatiza com a figura de Isael e tentou apoiá-lo como alternativa devido à falta de nome do PPS para a disputa do próximo ano. A ideia de João era compor com Isael e indicar o vice, no caso Miryam Alckmin. Porém, a ex-tucana insiste na posição de disputar a prefeitura. Projeto considerado suicida por alguns; e natimorto por outros.
Por fim, está o interesse do PT na figura de Isael. Depois que as negociações esfriaram com o PMDB e antes de fechar com o PV, Isael conversou com o PT e esteve próximo de ingressar no partido. Porém, optou pelo ninho verde. O PT, no entanto, não desistiu de fechar um possível projeto com o vereador para 2012. Será preciso apenas administrar os egos do prefeiturável e do neo-petê Alexandre Faria, que andam se estranhando pelos corredores da política.