Pré-candidato do PMDB ao pleito municipal da capital paulista em 2012, o deputado Gabriel Chalita voltará a ver seu nome circulando nas mesas de negociação nos próximos meses.

Com a desistência de Marta Suplicy de ser candidata do PT em São Paulo, o partido do ex-presidente Lula deverá mesmo fechar com o nome de Fernando Haddad, hoje ministro de Educação do governo Dilma Rousseff.

Além de não ser um dos nomes preferidos de Dilma (herança ainda dos oito anos de Lula), Haddad deve deixar a pasta em breve para se dedicar à corrida eleitoral. Para alguns analistas políticos, Marta pinta como principal candidata ao futuro posto que será deixado vago por Haddad.

Porém, meses atrás, na tentativa de minar a candidatura própria do PMDB em São Paulo, o PT já havia oferecido a Chalita o cargo de ministro de educação. A proposta pode voltar à mesa e, agora, com o cenário mais claro, talvez Chalita resolva mudar de ideia. Sua primeira resposta, afinal, havia sido um “não”.