Certa vez, lá pelas “bandas” de 2006, o repórter deste blog escreveu um artigo falando sobre a primeira derrota política do prefeito João Ribeiro – então em seu primeiro mandato. Na ocasião, o protagonista da família Lerário no Legislativo conquistou a cadeira de presidente para o segundo biênio da legislatura 2005-2008.

Com Jânio Ardito na presidência da Casa estavam claros os problemas de governabilidade que o prefeito iria enfrentar nos seus últimos dois anos de mandato – vale destacar a criação de três Comissões Especiais de Inquérito para apurar os casos da merenda escolar, do desmatamento no Trabiju e do projeto de Matrizes Leiteiras.

Então, quatro anos depois, o prefeito volta a sofrer novo revés vindo do Legislativo. O curioso é que, desta vez, o presidente eleito para o segundo biênio é do mesmo partido de João Ribeiro. O vereador Ricardo Piorino. Ambos do PPS…

Mais curioso ainda é saber que, nas duas derrotas políticas de JR, o vereador Piorino foi protagonista. Na eleição da Mesa Diretora em 2006, ele foi voto importante para a vitória de Jânio. Neste ano, com o apoio da oposição, Piorino é conduzido à cadeira central de trabalhos.

“Eles articularam tudo!”.

Esta foi a frase que este repórter ouviu de um parlamentar da base governista poucas horas após o encerramento da eleição da Mesa Diretora, realizada na manhã do dia 2 de dezembro.

Piorino foi eleito pelo voto dos quatro vereadores da oposição (Dr. Isael Domingues, Abdala Salomão, José Carlos Gomes “Cal” e Jânio Ardito), o vereador da base governista Martim Cesar e, claro, seu próprio voto.

Estratégia inteligente

Alguém tem dúvida sobre o grande articulador dessa vitória “inesperada” da oposição? Tem nome certo: Jânio. Sempre ele… Conhece tudo de política e um pouco mais!

Discreto, sempre foi nome certo para concorrer à presidência da casa. Por trás das cortinas, articulou cada palitinho e conduziu a vitória de um vereador da base governista, eleito pela oposição. Pode não ser um fato inédito, mas está longe de não ser raro…

Fato I

A verdade é uma só: o vereador Ricardo Piorino está novamente – ou melhor, sempre esteve – rompido com seu partido e, consquentemente, com a base.

Fato II

Assim como Piorino, o atual presidente do Legislativo, Martim César, do DEM, também rompeu laços. Votou contrário à base, ao próprio partido e rompeu com a palavra firmada em 2008, com o vereador Dr. Marco Aurélio – derrotado na eleição do dia 2 após receber cinco votos. Ele era o nome da situação.

Não posso deixar de ressaltar, pois a situação chega ao ponto do inconformismo: era situação contra situação – ou não! (risos)

Após a eleição municipal de 2008, este repórter foi incumbido de entrevistar cada um dos vereadores eleitos para uma página especial que foi publicada no Portal Pinda Vale. A entrevista com o Dr. Marco Aurélio aconteceria na Santa Casa de Misericórdia.

Ao chegar lá, o repórter deparou-se com uma reunião informal entre Dr. Marco e o vereador Martim César – falavam sobre os rumos do Legislativo.

Era consenso entre os dois democratas que o partido deveria “dominar” a presidência da Casa pelos quatro anos. Eleito para o seu primeiro mandato, Dr. Marco encerrou a conversa com a seguinte frase: “Martim, pela sua experiência no Legislativo, assuma o primeiro biênio que eu assumo os dois anos finais…”

Assim foi fechado. Assim não foi cumprido…

Coisas da política!

Fato III

Em meados de 2010, este blog trouxe a informação que a oposição estaria fechando no nome de Jânio Ardito para o segundo biênio. Em uma ligação telefônica, o vereador Abdala Salomão afirmou com todas as letras que nada o impediria de ser candidato no final do ano. Porém, como se vê, tudo nessa vida pode mudar…

Biênio complicado

Para o Executivo, os próximos dois anos serão bastante complicados. Não bastasse o descrédito ocasionado pelas últimas denúncias – muitas feitas pelo próprio Legislativo -, agora será difícil segurar os ânimos dos nobres vereadores. De fato, a base governista não apenas murchou em quantidade, como está enfraquecida… Hoje, da base mesmo, apenas cinco vereadores: Dr. Marco Aurélio, Alexandre Faria, Dona Geni, Dr. Jair Roma e Toninho da Farmácia – nenhum com “cabarito” de bastidores. Antes eram sete… As comissões, até então ocupadas em sua maioria por vereadores da base, hoje estão tomadas por parlamentares da oposição. Como diria o outro: “será punk!”

Problema maior

O pior para o prefeito João Ribeiro é saber (ou não) que este resultado vai muito além das paredes do Legislativo. As eleições municipais de 2012 estão aí e existe muita gente de olho na cadeira de prefeito – inclusive membros do próprio Executivo.

Primeiro “pepino”!

A primeira bomba legislativa que cairá nas mãos de Ricardo Piorino logo nos primeiros dias de presidência será um documento assinado, segundo fontes, por 80% dos servidores da Câmara – concursados e comissionados. O documento pede mudanças nos rumos do RH, algo como “mais educação” no trato com os servidores. Entre os pedidos que constam no documento, está a substituição da atual diretora do departamento.

Anúncios