Dois dias atrás, este colunista dizia que a oposição estava rodando em torno do rabo sem trazer um fato novo – única chance de não acontecer uma vitória de Dilma “Lula” Rousseff ainda no primeiro turno.

José “Erenicegate” Serra apostara na quebra de sigilo da Receita Federal. Sem sucesso!

Então, surgiu o caso do lobby dentro da Casa Civil. Ex-pasta da candidata petista, deixada nas mãos de seu braço direito, Erenice Guerra. Inclusive, por um pedido da própria Dilma.

Hoje, dia 16, Erenice despencou. Lula não se preocupou em botar a boca no trombone: afirmou que é preciso cortar o mal pela raiz.

De fato, a ação de Lula foi mais rápida do que em casos passados. O presidente levava até o último fio para cortar pelo pescoço, como no caso do “mensalão”. Dessa vez foi rápido!

Agora, barra vai ser a situação segurar a oscilação negativa que deverá acontecer na campanha de Dilma.

Afinal, tanto labutaram, agora há fato novo…