Na manhã do último sábado, dia 14 de agosto, um homem foi encontrado morto no estacionamento de um supermercado na região central de Pinda.

Segundo peritos, o senhor de 67 anos estava embriagado.

Não há dúvidas que a família e a própria vítimas tenham sua grande parcela de culpa para a situação atingir o nível extremo. Mas o desinteresse do Estado também fica evidente neste caso.

Deveria ser obrigação dos policiais e da Guarda Municipal, que circulam pelas ruas, abordar essas pessoas “jogadas” nas calçadas em plena madrugada.

Ainda mais em período de inverno.

Seria até o caso de se pensar na criação de uma “ronda médica”. Desconheço medidas do tipo, mas seria uma iniciativa de grande valor humano.

Fica lançado o “pré-projeto”!

Afinal, o dinheiro gasto com gasolina e profissional é facilmente recuperado. Uma vida, não!