A minha colega de imprensa e também de faculdade, no curso do terceiro ano de jornalismo, passou por um momento de aperto na manhã desta quinta-feira (23).

Pela Rádio Metropolitana, Talita França foi até a reitoria da Unitau, para acompanhar uma reunião entre a reitora da Universidade, Maria Lucila Junqueira Barbosa, e estudantes representando 20 cursos da instituição. Em pauta: o aumento previsto para o próximo ano na mensalidade!

Talita chegou, acompanhada do cinegrafista, e sentou-se a mesa. Pouco antes do início da reunião, a reitora questionou a presença de Talita na sala, que com muita ética colocou-se como funcionária da Metropolitana, quando poderia, ao perceber algo estranho na pergunta da reitora, se passar por aluna.

Ao apresentar-se como repórter da Metrô, Talita foi convidada pela reitora a se retirar da sala, pois a imprensa não tinha autorização para acompanhar a reunião, sendo que a rádio havia recebido um convite do vereador Luizinho da Farmácia, presidente licenciado da Câmara de Taubaté, que não esteve presente, bem como o prefeito Roberto Peixoto.

Fica claro, em mais uma atitude da reitora, o perfil autoritário da profissional. Inquestionável como administradora até aqui, Maria Lucila ainda peca no que diz respeito ao posicionamento democrático e de negociação aberta e transparente entre reitoria e alunos.